Arquivo da tag: passageiro

CONHEÇA OS SEUS DIREITOS ANTES DE FAZER AS MALAS

Por Eliana Saad

 

Na hora de viajar, muitas vezes a ansiedade não permite que os pensamentos organizacionais nos alertem sobre possíveis contratempos. Por isso, antes de fazer as malas é importante estar ciente tanto sobre direitos quanto deveres do consumidor. Evitar problemas na hora de embarcar é importante para uma viagem tranquila. Portanto, aqui vão algumas dicas imprescindíveis para que a viagem tenha sucesso e deixe apenas boas lembranças.

Em casos de cancelamento ou atraso de mais de quatro horas, o passageiro tem três direitos que devem ser respeitados: reacomodação (direito de ser transportado em outro vôo), reembolso (restituição total ou parcial do bilhete de passagem) e assistência (refeição, água, comunicação, hospedagem, transporte de ida e volta para o aeroporto). Aqueles que não pedirem reembolso, que pode demorar 30 dias para acontecer (em casos de pagamento feito com cartão de crédito o prazo é maior), podem utilizar a passagem aérea no prazo de até um ano da data de emissão do bilhete.

Os tipos de atraso podem ser: de partida (quando o passageiro não conseguiu ainda embarcar na aeronave); de escala (quando o avião faz uma escala em determinado aeroporto e ocorre atraso); e de conexão (quando o primeiro vôo atrasa e o consumidor perde o vôo seguinte, da conexão). Antes de se locomover ao aeroporto, é recomendável que o passageiro entre em contato com a empresa aérea para certificar-se de que o vôo será realizado no horário previsto.

Em casos como estes, o primeiro passo a ser dado é dirigir-se até a empresa aérea para reivindicar seus direitos de consumidor ou ainda entrar em contato com a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil). Importante lembrar que algumas salas de embarque não possuem lanchonetes que emitem tickets com data e horário. Por ser importante documentar o horário de espera desde o seu início, é importante que o passageiro faça uma carta de próprio punho, em duas vias, com informações sobre o acontecido, e assinada por funcionários da empresa, contendo nome, horário e função do mesmo. Caso a empresa impossibilite  esta ação, é recomendado que o consumidor peça a duas testemunhas que atestem tal conduta, anotando nome, telefone e endereço, se possível, anotando todos os horários e informações passadas pelos funcionários com relação ao atraso e seus procedimentos.